Embraer admite não cumprir expectativas para projecto em Pt

Aqui ficam as notícias que irão aparecer na página inicial do site.

Moderadores: ATC, Comandante

Regras do Fórum
Como colocar uma notícia no FSP:
TÍTULO - Colocar um título que descreva o conteúdo da notícia.
IMAGEM - Coloque o link para uma imagem pequena(200x200) ex: [imgfloat=left]http_url_da_imagem_jpg[/imgfloat].
CONTEÚDO - Coloque o conteúdo da Notícia (cerca de 400 caracteres) e se quiser coloque mais algumas imagens.

ATENÇÃO:
O máximo permitido para imagens é de 400px de largura.
Responder
fap22
Capitão
Capitão
Mensagens: 526
Registado: segunda nov 19, 2007 12:00 am

Embraer admite não cumprir expectativas para projecto em Pt

Mensagem por fap22 » segunda jul 28, 2008 8:57 pm

A Embraer admitiu, numa nota de rodapé de um comunicado, que as estimativas para a implementação de duas fábricas de componentes de avião em Évora podem não se concretizar, em pontos como o plano de investimento.
A Embraer, a empresa que vai instalar duas fábricas de componentes de aviação no Alentejo e o terceiro maior construtor mundial de aviões, admitiu que as estimativas para o projecto em Portugal podem não acontecer.

O alerta foi dado numa nota de imprensa distribuída, este sábado, no Centro Cultural de Belém (CCB), durante a cerimónia de apresentação do projecto, que contou com o primeiro-ministro português, José Sócrates, e o Chefe de Estado brasileiro, Lula da Silva.

Em letra pequena numa nota de rodapé do comunicado, a empresa informa que o documento pode conter projecções sobre circunstâncias ou eventos ainda não acontecidos, sendo que essas estimativas estão sujeitas a «riscos, incertezas e suposições» sobre vários aspectos.

Entre os pontos que levantam dúvidas à empresa destaca-se o plano de investimento e a capacidade de entrega dos produtos que a empresa fabrica nas datas previamente acordadas.

Assim sendo, a Embaier escreve que não se sente «obrigada» a publicar actualizações, nem a rever estimativas e sublinha que este argumento dos riscos e incertezas inerentes leva a concluir que as estimativas e as previsões podem não acontecer, justificando que os resultados reais podem diferir substancialmente das expectativas agora criadas.

A empresa brasileira de aeronáutica é líder da fabricação de jactos comerciais até 120 lugares e prevê criar cerca de 3500 postos de trabalho com a implementação das duas fábricas em Portugal.

Confrontado pelos jornalistas, o presidente da Embraer, Frederico Fleury Curado, explicou que a nota de rodapé significa apenas que a empresa tem de enfrentar os riscos inerentes à indústria aeronáutica, um sector que atravessa alguma turbulência, sublinhando que o projecto para Portugal não está em causa.

TSF


Responder