Simuladores de voo com exposição em Angra (Açores)

Aqui ficam as notícias que irão aparecer na página inicial do site.

Moderadores: ATC, Comandante

Regras do Fórum
Como colocar uma notícia no FSP:
TÍTULO - Colocar um título que descreva o conteúdo da notícia.
IMAGEM - Coloque o link para uma imagem pequena(200x200) ex: [imgfloat=left]http_url_da_imagem_jpg[/imgfloat].
CONTEÚDO - Coloque o conteúdo da Notícia (cerca de 400 caracteres) e se quiser coloque mais algumas imagens.

ATENÇÃO:
O máximo permitido para imagens é de 400px de largura.
Responder
fap22
Capitão
Capitão
Mensagens: 526
Registado: segunda nov 19, 2007 12:00 am

Simuladores de voo com exposição em Angra (Açores)

Mensagem por fap22 » terça out 14, 2008 6:10 pm

Imagem

Não se trata de um jogo, mas de um hobbie. A simulação aérea, actividade que integra controladores e pilotos virtuais, proporciona uma sensação de realismo passada nas aeronaves e nos aeroportos de todo o mundo.
A Terceira vai receber o primeiro salão do género, que se realiza no auditório do quartel de Bombeiros de Angra do Heroísmo, com exposições, palestras e simuladores. Uma iniciativa da “Portugal VACC” que promete conquistar ainda mais entusiastas.


Tão real como o que parece. O mundo da aviação virtual já conquistou na Terceira meia centena de entusiastas, que se empenham em conhecer as técnicas e tecnologias aeronáuticas de forma a simular as condutas reais. Um universo que serve de “rampa de lançamento” para muitos dos actuais profissionais do sector.



“Há já centenas de entusiastas açorianos ligados a esta rede internacional Vatsim, uns online outros offline, envolvendo milhares de pilotos e controladores aéreos. Temos aqueles que o são apenas virtualmente e os profissionais, isto é, a sua vida é ou foi, no caso dos reformados, voar na TAP ou na SATA”, revela Paulo Oliveira, responsável pela iniciativa. E acrescenta: “É também uma forma de praticar, o simulador é uma base, uma rampa de lançamento para entrar no mundo dos aviões”.
Apesar de a diversão, o simulador de voo não deve ser considerado um jogo. As suas características, tão próximas do real quanto possível, englobam desde as condições climatéricas à duração do voo, passando pelo número de passageiros, aeroportos de partida e chegada, radares, e a própria aeronave.
“Esta rede tem o objectivo de criar, ao milímetro, tudo o que está relacionado com a aviação, implicando regras e níveis de exigência criadas por profissionais. Por exemplo, se a duração de um voo entre duas determinadas localidades é de 16 horas, é este o tempo que nós levamos virtualmente para completar o mesmo percurso. Por isso não é um jogo, é um hobbie”, explica.
Na prática são muitas horas passadas em frente ao computador, em comunicação, por texto e voz, com pilotos e controladores de todas as nacionalidades. Segundo Paulo Oliveira o interesse e a dedicação podem tornar os entusiastas “viciados” neste hobbie, cuja principal missão “é fazer uma viagem agradável e em segurança, embora na verdade ninguém se magoe”, sublinhando que “não se permite guerras ou actos violentos entre países e aeronaves”.
No caso dos Açores, à semelhança da realidade, o aeroporto das Lajes, na Terceira, tem bastante procura pelos pilotos e controladores virtuais. Uma escala reconhecida a nível internacional pela existência da Base Aérea Nº4.


Primeiro salão

No primeiro salão de simulador de voo – controlo de tráfego aéreo, a ter lugar nos próximos dias 1 e 2 de Novembro no quartel dos Bombeiros de Angra do Heroísmo, haverá simuladores, radares, postos de controlo, palestras, exposições de fotografia e vídeos reais e virtuais.
“Este projecto é um sonho tornado realidade, que vai dar a conhecer aos locais o mundo da aviação virtual”, confessa Paulo Oliveira, referindo que “os acontecimentos do salão vão ser projectados para o mundo inteiro, através da rede, a pensar naqueles utilizadores que não podem estar presentes”.
A iniciativa da “Portugal VACC”, promovida pelos entusiastas Paulo Oliveira, Fernando Teixeira, Francisco Couto, José Barbeito e Sandro Toste, conta com o apoio de várias entidades públicas e privadas.
Na Terceira foi criado em 2004 o “Terceira Virtual Pilot”, cujo número de membros atinge, actualmente, 50 inscritos. O grupo reúne-se no final de cada mês para a troca de ideias e conhecimentos sobre a aviação em geral.
A nível Açores, os entusiastas da simulação aérea estão espalhados um pouco por todas as ilhas existindo cerca de 120 na sua totalidade.
Curiosamente não se registam mulheres nestes números de entusiastas inscritos quer na Região quer no continente.

Para se iniciar neste hobbie basta ter 14 anos de idade e computador.

Uniao


Responder