Avião voa às cegas dos EUA para a Nova Zelândia

Aqui ficam as notícias que irão aparecer na página inicial do site.

Moderadores: ATC, Comandante

Regras do Fórum
Como colocar uma notícia no FSP:
TÍTULO - Colocar um título que descreva o conteúdo da notícia.
IMAGEM - Coloque o link para uma imagem pequena(200x200) ex: [imgfloat=left]http_url_da_imagem_jpg[/imgfloat].
CONTEÚDO - Coloque o conteúdo da Notícia (cerca de 400 caracteres) e se quiser coloque mais algumas imagens.

ATENÇÃO:
O máximo permitido para imagens é de 400px de largura.
Responder
fap22
Capitão
Capitão
Mensagens: 526
Registado: segunda nov 19, 2007 12:00 am

Avião voa às cegas dos EUA para a Nova Zelândia

Mensagem por fap22 » sexta out 31, 2008 12:08 pm

Um Boeing 747-400 da companhia australiana Qantas sofreu uma avaria no radar meteorológico e teve que seguir um avião da Air New Zealand desde Los Angeles, na Califórnia, até Auckland, na Nova Zelândia O incidente não causou mais do que um grande susto aos 284 passageiros do voo, que viram a sua tripulação ter que seguir as indicações dos pilotos de outro avião.
Segundo a Qantas, a avaria foi detectada pouco depois da descolagem, mas a tripulação decidiu seguir o avião da Air New Zealand em vez de regressar ao aeroporto.
O voo QF12 tinha como destino Sidney, a maior cidade da Austrália, mas teve que aterrar em Auckland, onde o aparelho foi reparado, seguindo para o destino final 4 horas depois.
Este é apenas o mais recente incidente numa longa lista de precalços a afectar a imagem da Qantas, a companhia nacional australiana.
Em Outubro, um avião da Qantas mergulhou abruptamente mil pés em pleno voo, ferindo mais de 70 pessoas. Em Julho, um cilindro de oxigénio rebentou quando um 747 da companhia ligava Hong Kong a Melbourne, forçando o avião a aterrar de emergência em Manila, nas Filipinas.
Um inquérito oficial da agência federal de aviação concluiu que a Qantas não viola qualquer procedimento de segurança, mas somam-se cada vez mais dúvidas sobre a qualidade do serviço prestado pela companhia.

Fonte: Sol


Responder