Embraer apresenta jactos em feira internacional na China

Aqui ficam as notícias que irão aparecer na página inicial do site.

Moderadores: ATC, Comandante

Regras do Fórum
Como colocar uma notícia no FSP:
TÍTULO - Colocar um título que descreva o conteúdo da notícia.
IMAGEM - Coloque o link para uma imagem pequena(200x200) ex: [imgfloat=left]http_url_da_imagem_jpg[/imgfloat].
CONTEÚDO - Coloque o conteúdo da Notícia (cerca de 400 caracteres) e se quiser coloque mais algumas imagens.

ATENÇÃO:
O máximo permitido para imagens é de 400px de largura.
Responder
fap22
Capitão
Capitão
Mensagens: 526
Registado: segunda nov 19, 2007 12:00 am

Embraer apresenta jactos em feira internacional na China

Mensagem por fap22 » segunda nov 03, 2008 4:42 pm

A Embraer apresentará os seus jactos comerciais e executivos numa feira internacional do sector que decorre na próxima semana na China, na cidade fronteira a Macau.
A empresa participará da sétima edição do China International Aviation & Aerospace Exhibition, que decorre entre 04 a 09 de Novembro, em Zhuhai, na província de Guangdong, no sudoeste da China.
. A Embraer fabrica jactos comerciais com capacidade de 37 a 122 passageiros, distribuídos entre as categorias ERJ 145 (37 a 50 assentos) e E-Jets (70 a 122 assentos).
Seis companhias aéreas chinesas utilizam actualmente os jactos comerciais da Embraer, num total de 38 aeronaves em operação e uma carteira de pedidos de mais 126 unidades.
No segmento executivo, a Embraer produz os jactos Phenom 100 e o Phenom 300, de pequeno porte, o Legacy 450 e o Legacy 500, de médio porte, além do Lineage 1000 e do Legacy 600, na categoria grande porte.
Recorde-se que a Embraer é, em consórcio com a EADS, o maior accionista da portuguesa OGMA - - Indústria Aeronáutica de Portugal, detendo ambos 65 por cento do capital daquela empresa portuguesa, instalada em Alverca. O Estado português detém os restantes 35 por cento da OGMA, através da "holding" Empordef.
Em Julho deste ano, o fabricante brasileiro anunciou um investimento de 148 milhões de euros na construção de dois "centros de excelência", dedicados ao fabrico de componentes para aviação, em Évora.

Fonte: opçao turismo


Responder