Investigações sobre avião da TAM

Aqui ficam as notícias que irão aparecer na página inicial do site.

Moderadores: ATC, Comandante

Regras do Fórum
Como colocar uma notícia no FSP:
TÍTULO - Colocar um título que descreva o conteúdo da notícia.
IMAGEM - Coloque o link para uma imagem pequena(200x200) ex: [imgfloat=left]http_url_da_imagem_jpg[/imgfloat].
CONTEÚDO - Coloque o conteúdo da Notícia (cerca de 400 caracteres) e se quiser coloque mais algumas imagens.

ATENÇÃO:
O máximo permitido para imagens é de 400px de largura.
Responder
fap22
Capitão
Capitão
Mensagens: 526
Registado: segunda nov 19, 2007 12:00 am

Investigações sobre avião da TAM

Mensagem por fap22 » segunda jan 21, 2008 2:24 pm

Parentes das vítimas do acidente com o Airbus da TAM, em Congonhas, tiveram acesso, nesta terça-feira, a detalhes da investigação e viram porque está tão difícil descobrir a causa da tragédia.

Ferro queimado, retorcido. Engrenagens desalinhadas. Pela primeira vez, as imagens do que sobrou das manetes, do comando de aceleração do Airbus 320, da Tam, que caiu em São Paulo, no dia 17 de julho de 2007, e matou 199 pessoas.

É no resto de peça que os peritos tentam descobrir se o avião caiu por erro humano ou falha mecânica. A caixa preta mostrou que um dos motores permaneceu acelerado durante o pouso. Isso não significa que a manete ficou em aceleração, dizem os investigadores.

Eles lembram que há uma articulação mecânica de transmissão de dados entre as manetes e a caixa de aceleração e ela pode ter tido algum problema. Com isso, o motor teria permanecido em alta rotação e a caixa de dados registrado isso.

Seis meses depois, o instituto de criminalística apresentou à Polícia Civil, ao Ministério Público e aos parentes das vítimas o que foi investigado até agora.

"O que me intrigou ainda é a questão de posição de manetes, que se fala muito. Posição de manete errada, posição de manete certa e até agora não existe um laudo conclusivo para dizer se os manetes estão ou não na posição correta", criticou o presidente da Associação dos Parentes das Vítimas, Dario Scotch.

"É apenas uma prévia desse laudo. Então, não dá para dizer que hoje temos definido uma responsabilidade", disse o delegado Antônio Carlos Barbosa.

As autoridades de São Paulo querem concluir as investigações antes que a tragédia complete um ano. O instituto de criminalística afirmou que pretende divulgar os laudos com as causas do acidente em maio, para um mês depois a Polícia Civil concluir o inquérito.

Aí sim o Ministério Público do estado vai decidir se arquiva ou denuncia os supostos culpados pelo maior acidente da aviação comercial brasileira.


Responder