IATA avisa aviação para tempos de vacas magras

Aqui ficam as notícias que irão aparecer na página inicial do site.

Moderadores: ATC, Comandante

Regras do Fórum
Como colocar uma notícia no FSP:
TÍTULO - Colocar um título que descreva o conteúdo da notícia.
IMAGEM - Coloque o link para uma imagem pequena(200x200) ex: [imgfloat=left]http_url_da_imagem_jpg[/imgfloat].
CONTEÚDO - Coloque o conteúdo da Notícia (cerca de 400 caracteres) e se quiser coloque mais algumas imagens.

ATENÇÃO:
O máximo permitido para imagens é de 400px de largura.
Responder
fap22
Capitão
Capitão
Mensagens: 526
Registado: segunda nov 19, 2007 12:00 am

IATA avisa aviação para tempos de vacas magras

Mensagem por fap22 » sexta fev 01, 2008 10:18 am

2007 foi o melhor dos últimos anos, mas em 2008 não haverá um “encore” desse desempenho, caracterizado por uma aceleração do crescimento da procura para 7,4% e ganhos de eficiências traduzidos numa subida do coeficiente de ocupação em um ponto, para 77% — avisou ontem a IATA.
O petróleo nos níveis de preços mais elevados de sempre e a incerteza provocada pela crise do crédito imobiliário, designadamente nos Estados Unidos, são as causas apontadas pela IATA para o “prognóstico reservado” que apresenta para a aviação comercial este ano.
O crescimento mais fraco da procura verificado em Dezembro, em que o crescimento do tráfego internacional de passageiros em voos regulares abrandou para 6,7%, depois de em Novembro ter atingido 9,3%, “marca a tendência para os próximos meses”, comentou o director geral da IATA, Giovanni Bisignani.
O balanço da IATA, que representa 240 companhias aéreas ou 94% do tráfego internacional mundial, relativo ao mês de Dezembro indica que ainda se verificou uma subida do coeficiente de ocupação, para 76%, já que o aumento da oferta foi de 6,1%.
Mas não generalizado, já que as companhias africanas, europeias e latino-americanas tiveram no mês crescimentos da procura (3%, 5,5% e 14,5%, respectivamente), abaixo dos aumentos de capacidade (4,9%, 5,8% e 16,5%).
No balanço do ano de 2007, só as companhias da América Latina apresentaram um crescimento da procura (8,4%) abaixo do crescimento da capacidade (9,1%).
O coeficiente de ocupação médio do ano foi de 77%, pelos 80,9% das companhias norte-americanas e os 77,5% das europeias.
As companhias da região Ásia e Pacífico tiveram 76%, as do Médio Oriente, 65,9%, as da América latina, 72,9% e as de África, 69,2%.
As companhias do Médio Oriente foram as que tiveram o maior crescimento do tráfego (medido em RPK = passageiros x quilómetros percorridos), em 18,1%.
Depois vieram as da América Latina, com +8,4%, África, com +8%, Ásia e Pacífico, com +7,3%, Europa, com +6%, e América do Norte, com +5,5%.
A evolução no mês de Dezembro já foi significativamente inferior, à excepção das companhias da América Latina e América do Norte, que tiveram aumentos da procura, respectivamente, em 14,4% e em 6%.
As transportadoras do Médio Oriente cresceram 12,9%, as da Ásia e Pacífico, 6,2%, as da Europa, 5,5%, e as de África, 3%.


Responder