Venezuela: Localizados destroços de avião desaparecido

Aqui ficam as notícias que irão aparecer na página inicial do site.

Moderadores: ATC, Comandante

Regras do Fórum
Como colocar uma notícia no FSP:
TÍTULO - Colocar um título que descreva o conteúdo da notícia.
IMAGEM - Coloque o link para uma imagem pequena(200x200) ex: [imgfloat=left]http_url_da_imagem_jpg[/imgfloat].
CONTEÚDO - Coloque o conteúdo da Notícia (cerca de 400 caracteres) e se quiser coloque mais algumas imagens.

ATENÇÃO:
O máximo permitido para imagens é de 400px de largura.
Responder
papamilhas
Oficial Sénior
Oficial Sénior
Mensagens: 282
Registado: sábado set 15, 2007 12:00 am

Venezuela: Localizados destroços de avião desaparecido

Mensagem por papamilhas » sexta fev 22, 2008 6:37 pm

Caracas, 22 Fev (Lusa) - Os destroços do avião que se despenhou quinta-feira na Venezuela já foram localizados, não se esperando que haja sobreviventes entre as 46 pessoas que seguiam a bordo, anunciaram hoje as autoridades venezuelanas.

O aparelho, um ATR 42-300, era propriedade da Santa Bárbara Airlines SA, e efectuava a ligação Mérida-Maiquetía.

Segundo o general Ramón Viña, presidente do Instituto Nacional de Aviação Civil (INAC), os destroços da aeronave foram avistados por um helicóptero das autoridades municipais de Maracaibo, no sector de Los Conejos, 10 quilómetros a noroeste do aeroporto de Mérida.

"Os serviços de busca e salvamento avistaram a aeronave e pela distribuição dos destroços no solo e a velocidade a que seguia o avião, presume-se que não haja sobreviventes", disse.

A aeronave descolou do Aeroporto Alberto Carnevalli, em Mérida, que fica 600 quilómetros a sudoeste de Caracas, às 16:59 horas locais (20:29 horas em Lisboa) e foi declarada desaparecida às 17:45 horas locais (22:15 horas em Lisboa) depois de atingir os 18.500 pés de altitude.

Segundo confirmou à Lusa fonte da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, o piloto da aeronave, capitão Albino Alberto Garanito Gomes, e o co-piloto, Denis Raúl Ferreira Quintal, são cidadãos portugueses possuindo documentação de Portugal.

Vizinhos do capitão Albino Garanito, de 34 anos, disseram à Agência Lusa que o piloto, casado e com dois filhos, é filho de emigrantes naturais de Santo António do Funchal, na ilha da Madeira.

"Era proprietário da padaria Los Tres Albinos, em Pariata (Estado de Vargas, 40 quilómetros a Norte de Caracas) que se dedicava exclusivamente ao fabrico de pão para o Aeroporto de Maiquetia", acrescentaram os vizinhos.

Albino Garanito foi membro do Centro Social Luso-Venezuelano de Cátia La Mar (Vargas) e um dos primeiros integrantes do Grupo Folclórico Luso-venezuelano de Cátia La Mar.

Vizinhos da urbanização Guaracarupo, no Estado de Vargas, adiantaram à Lusa que o co-piloto Denis Raúl Ferreira Quintal é descendente de emigrantes naturais da Madeira (Garajau, Caniço), que mantêm pouco contacto com a comunidade portuguesa local.

FPG.

Lusa/Fim


Responder