A fabricante de aviões Airbus anunciou nesta quinta-feira...

Aqui ficam as notícias que irão aparecer na página inicial do site.

Moderadores: ATC, Comandante

Regras do Fórum
Como colocar uma notícia no FSP:
TÍTULO - Colocar um título que descreva o conteúdo da notícia.
IMAGEM - Coloque o link para uma imagem pequena(200x200) ex: [imgfloat=left]http_url_da_imagem_jpg[/imgfloat].
CONTEÚDO - Coloque o conteúdo da Notícia (cerca de 400 caracteres) e se quiser coloque mais algumas imagens.

ATENÇÃO:
O máximo permitido para imagens é de 400px de largura.
Responder
fap22
Capitão
Capitão
Mensagens: 526
Registado: segunda nov 19, 2007 12:00 am

A fabricante de aviões Airbus anunciou nesta quinta-feira...

Mensagem por fap22 » sexta mai 16, 2008 12:29 am

A fabricante de aviões Airbus anunciou nesta quinta-feira formação de uma parceria com a Honeywell, a IAE (International Aero Engines) e com a companhia aérea JetBlue Airways para o desenvolvimento de uma segunda geração de biocombustíveis para a aviação comercial.

Em comunicado, a Airbus afirma que os principais objetivos desta união será transformar os óleos obtidos a partir de vegetais e algas em combustíveis para aviões e obter a autorização das organizações encarregadas das normas.

A empresa, filiada à EADS (European Aeronautic Defence and Space), disse que, junto com seus parceiros, está analisando se os benefícios do combustível obtido a partir da biomassa afetariam a produção atual de alimentos ou colocariam em risco os recursos naturais.

No texto, a Airbus afirma que os biocombustíveis de segunda geração, que fazem parte de sua meta, emitem menos poluentes em todo seu ciclo de vida em relação ao querosene, que é usado atualmente.

Para chegar a este biocombustível, a empresa diz que vai usar a tecnologia da Honeywell, que desenvolveu um processo de conversão de matéria orgânica.

O responsável pelo programa de pesquisa de carburantes alternativos da Airbus, Sebastien Remy, lembrou que a cada dia os aviões usam "milhões de barris de querosene" para voar e que para substituir "uma parte significativa" é necessário encontrar uma opção mais eficiente que as fontes de biomassa disponíveis hoje.

"A Airbus acredita que uma segunda geração de biocombustíveis de aviões pode abastecer até 30% de toda a aviação comercial até 2030", declarou Remy.

Estes biocombustíveis poderiam gerar benefícios também em termos ambientais, já que emitiriam menos dióxido de carbono e partículas.

Em fevereiro, um avião da companhia britânica Virgin Atlantic foi o primeiro a fazer um vôo comercial com combustível biológico em um trajeto entre Londres e Amsterdã, resultado de um programa realizado junto com a Boeing e a General Electric.

No dia primeiro de fevereiro, a Airbus já tinha lançado um programa de pesquisa de carburantes sintéticos e fez um primeiro vôo teste com seu modelo A380 usando um querosene misturado com um combustível sintético obtido a partir do gás.

O programa, do qual participam, além da Airbus, a petrolífera Shell, a fabricante de motores Rolls Royce e a companhia aérea Qatar Airways, tem como objetivo realizar os primeiros vôos comerciais com uma mistura deste combustível sintético em 50% até o ano que vem.


Responder