Sector da Aviação vai perder 100 mil empregos este ano

Aqui ficam as notícias que irão aparecer na página inicial do site.

Moderadores: ATC, Comandante

Regras do Fórum
Como colocar uma notícia no FSP:
TÍTULO - Colocar um título que descreva o conteúdo da notícia.
IMAGEM - Coloque o link para uma imagem pequena(200x200) ex: [imgfloat=left]http_url_da_imagem_jpg[/imgfloat].
CONTEÚDO - Coloque o conteúdo da Notícia (cerca de 400 caracteres) e se quiser coloque mais algumas imagens.

ATENÇÃO:
O máximo permitido para imagens é de 400px de largura.
Responder
fap22
Capitão
Capitão
Mensagens: 526
Registado: segunda nov 19, 2007 12:00 am

Sector da Aviação vai perder 100 mil empregos este ano

Mensagem por fap22 » quarta jul 23, 2008 11:31 am

O CEO da companhia australiana Qantas, Geoff Dixon, afirmou hoje que a indústria da aviação deverá perder perto de 100 000 empregos até ao final do ano, devido à subida recorde dos preços dos combustíveis.

A Qantas anunciou no passado dia 18 de Julho que planeia reduzir 1500 empregos em todo o mundo, de modo a enfrentar o forte agravamento da factura com combustíveis e adaptar-se às condições do mercado.

"Actualmente, as companhias aéreas em todo o mundo estão a suprimir as suas rotas e a reduzir a sua capacidade, retiram aviões de circulação e infelizmente suprimem empregos", explica o director executivo da empresa australiana em comunicado. Pelo que "é provável que 100 000 empregos tenham desaparecido antes do final deste ano", adianta.

"Só nos últimos seis meses, 24 companhias encerram por completo. As principais transportadoras aéreas dos EUA planeiam retirar de circulação um total de 465 aviões, o que é mais do dobro do tamanho da frota da Qantas", acrescenta Geoff Dixon.

Com a subida do preço do querosene, "a indústria global da aviação não está a enfrentar uma crise ou uma variação passageira, mas antes uma transformação permanente", sublinhou o director-geral da Qantas.

O mesmo responsável defende que as grandes companhias aéreas deverão conservar o seu lugar no mercado mas o número de proprietários no sector deverá diminuir.

Esta transformação vai dar origem a algumas companhias muito grandes com uma carteira de marcas diferenciada, ou seja "as marcas não vão desaparecer", indicou ainda Geoff Dixon.

diario economio

A subida do preços do querosene vai representar este ano para a Qantas uma sobrecarga de 2 mil milhões de dólares australianos (1,23 mil milhões de euros).

Na passada sexta-feira, a Qantas revelou, para além dos 1500 despedimentos, que abandonou os seus planos para contratar 1200 empregados suplementares, bem como a exclusão de 22 aviões antigos da sua frota em utilização. Este ano fiscal, a Qantas espera pagar mais cerca de 2 mil milhões de dólares em combustíveis do que no exercício anterior. Este aumento é superior à sua previsão de lucro antes de impostos para o exercício fiscal de 2007/08.


Responder